55 (11) 2378 5604 atendimento@pluscomunicacao.com.br

Qual o preço a pagar pelo sucesso?

Qual o preço a pagar pelo sucesso?

A pergunta é mais complexa do que parecer, principalmente porque não falamos apenas de dinheiro, mas de um preço muito mais alto e caro: dedicação. Parece bobagem questionar se você – ou qualquer profissional – está disposto a se dedicar ao próprio sucesso, mas não é.

Dedicação é algo que precisa ser lembrado diariamente para ser posto em prática. Dedicação é optar por estudar aos finais de semana, abrindo mão de ficar com seus filhos, ou de ir passear, ir viajar, etc. Dedicação é saber que não existem mais horas vagas, horas vagas passam a ser horas trabalhadas para melhorar profissionalmente. Dedicação é ver todos – ou quase – ao seu redor se divertindo enquanto você está trabalhando.

Mas por mais que você se dedique, seu dia continua tendo 24h, como o de todos nós, meros mortais. Então como “otimizar” seu tempo e sua dedicação? Terceirizando o que pode ser terceirizado, ou seja: tudo que não é o seu “core business”.

Descubra como aumentar suas vendas de palestras clicando aqui!   

Por exemplo, se você é um palestrante ou um consultor, seu “core business” é estar apto a entregar para seus clientes as melhores soluções para os problemas deles ou apontar melhorias que impactem positivamente em seu resultado, certo? Para isso você precisa estar sempre se atualizando e aprendendo novas técnicas, metodologias, soluções, etc.

Só que, ao mesmo tempo em que precisa estar “com a cara enfiada nos livros” quando não está atendendo um cliente, é preciso que você cuide de sua comunicação corporativa (com seu público-alvo), seu marketing (digital ou não), suas vendas, e outros aspectos que, apesar de fundamentais para o sucesso de sua carreira, não são seu “core business”.

E é aí que muitos profissionais se perdem. A ânsia de economizar dinheiro os faz procurar cuidar de todos esses aspectos sozinhos. Porém, dinheiro, é o menor preço a ser pago em busca de uma carreira de sucesso e você sabe disso, conscientemente ou não. Dúvida? Então quanto vale, em dinheiro, duas horas com seus filhos? Ou ir viajar com sua esposa/marido? Ou estar com seus amigos num final de semana? Pois é.

Adianta economizar um determinado valor financeiro, muitas vezes inferior ao preço de uma palestra ou um contrato de consultoria, e, no final das contas, ser um profissional inferior ao que conseguiria ser com mais tempo para se dedicar a aprender e aprimorar-se? Vale entregar um trabalho de qualidade duvidosa para o seu cliente final por falta de tempo para preparar-se melhor? Ou ainda não fazer um trabalho de comunicação/marketing ou vendas  de forma profissional e efetiva por estar sobrecarregado? Como isso impacta sua carreira e sua busca pelo sucesso?

Reflita: você quer ser um profissional de sucesso? Se a resposta é sim (e deveria ser), planeje muito bem e entenda quais são os “preços” a serem pagos, financeiros ou não. E vá atrás dos seus objetivos, de forma consciente e coerente, mas sem arrependimentos e pseudo-economias.

Autor: Felipe Ribeiro
Fonte: +Plus Comunicação80